Visualizações de páginas da semana passada

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Brasileiro consome 91 latinhas de bebida por ano


O Brasil lidera ranking mundial em reciclagem de latas de alumínio: em 2010, 97,6% das latas vendidas foram reutilizadas.
O índice brasileiro, segundo a Abal (Associação Brasileira do Alumínio), superou os do Japão, da Argentina, da média europeia e dos Estados Unidos; respectivamente.
"Desde 2001 estamos com índices superiores a 90%, o que mostra que não se trata de uma flutuação. É um índice consistente", afirmou Renault Costa, presidente da Abralatas (Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade).
Eduardo Knapp/Folhapress
Em 2010, brasileiros reutilizaram 97,6% das latas vendidas; índice é maior do que muitos países desenvolvidos
Em 2010, brasileiros reutilizaram 97,6% das latas vendidas; índice é maior do que muitos países desenvolvidos
Entre 2009 e 2010, houve crescimento de 21% no volume das reciclagens, de cerca de 198,8 mil toneladas para 239,1 mil toneladas --o que equivale a 17,7 bilhões de latas.
Anualmente, consome-se no Brasil, em média, 91 latinhas por pessoa.
A indústria de reciclagem de embalagens de alumínio movimenta aproximadamente R$ 1,8 bilhão --R$ 555 milhões só em em coleta-- e gera cerca de 3.800 empregos.
Os representantes do setor informaram que, para que tal índice seja sustentado, é necessário que a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), de 2010, alinhe as políticas estaduais e municipais sobre a reciclagem de embalagens de alumínio, estimule o mercado de resíduos por meio do fortalecimento e do aperfeiçoamento de cooperativas e fomente a reciclagem por meio de desoneração tributária.
O presidente da Abralatas, Renaut Costa, ainda afirmou que o poder público não deve interferir no setor. Ao contrário, deve reconhecer a eficiência dos sistemas de reciclagem existentes e estimulá-los.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

CRIE CONVERSAS, NÃO ANÚNCIOS – O CONCEITO DE COMMUNITING POR WILL.I.AM





Seja lá o que você pensa sobre o futuro dos negócios
Seja lá o que você acha que a sua marca significa para a massa
Ou qual for a sua estratégia de marketing para os jovens
Uma coisa é certa: estamos no meio de uma mudança épica
Sob alguns aspectos, parece que voltamos ao Século XVII, quando todos estavam na corrida para descobrir o novo mundo
O Google são os franceses, o twitter são os espanhóis
A Microsoft são os holandeses, os malucos da Apple são os portugueses
Os oceanos são a internet e os computadores e softwares são os navios
E todos eles estão navegando para encontrar e conquistar novas terras

A mudança está acontecendo por todas as partes
Na política por todo o mundo, no âmbito corporativo
No ramo do entretenimento, nas fábricas
Os setores da economia e as marcas têm que se perguntar:
Por que isto está acontecendo? Qual é a causa disto?
Se você não se perguntar, não será capaz de se manter relevante quando a energia da transformação terminar
Novos tempos demandam novas ideias
Olhar para o passado não é uma forma de garantir um futuro
Repare nos filmes:
Um novo “Planeta dos Macacos” e um remake de “Conan, o Bárbaro”
Enquanto na TV há as novas “Panteras” e um novo “Hawaii 5-0”
É como se tivéssemos perdido a capacidade de imaginar

Teriam desaparecido todas as mentes criativas?
Ou quem foi que parou de investir nos sonhadores?
A indústria da música continua vendendo discos de plástico – também conhecidos como álbuns

Enquanto os atuais fãs de música compram ou escutam músicas direto da internet ou nos seus celulares
O presente gira em torno do acesso à representação física do consciente coletivo
Antigamente a consciência coletiva era um apenas um conceito
Hoje, a consciência coletiva está no seu smartphone e se chama Twitter
O Twitter é a representação física da consciência coletiva, pela qual pode-se conectar com a consciência de milhões
Você não precisa adivinhar o que se passa na cabeça das pessoas
As pessoas estão conectadas
Para se manter relevante, você,seu negócio ou a sua marca precisam ser parte desta conexão
É preciso participar das conversas, ou mesmo começar as conversas
É preciso inventar ou amplificar culturas
Marcas precisam ouvir a comunidade…

Pense nos setores da economia que estão prosperando e naqueles que estão tendo prejuízo
Muitos dos que estão no prejuízo têm apostado nos comerciais de TV e ainda não encontraram novos maneiras de ofertar seus produtos
Os que estão prosperando não têm comerciais mas ainda assim são bem-sucedidos

Qual foi a última vez que você assistiu a um comercial do facebook?
Qual foi a última vez que você assistiu a um comercial do zynga?
Qual foi a última vez que você assistiu a um comercial do twitter?
Ou de algum outro negócio em ascensão nas suas comunidades?
Há um novo conceito de marcas e negócios que reúnem comunidades
Você não precisa utilizar os canais tradicionais para o marketing e a publicidade
Hoje em dia, você precisa transformar um momento em uma força e uma força em um movimento
Que não pode ser realizado em um comercial de 30 segundos
É preciso iniciar uma conversa com seus consumidores
Então eu digo: crie conversas e não anúncios
Em 2011, se você quer encontrar seus consumidores, não pode fazer negócios como se estivéssemos em 1991 ou mesmo em 2001
especialmente no mercado para jovens
O que prendia a sua atenção ontem não vai mais prender hoje ou amanhã
Práticas antigas não resolverão problemas do presente ou do futuro
Os empresários antes iam onde o dinheiro estava
Atualmente, para se ter um negócio, é preciso ir onde estão as pessoas
Pessoas tem o poder de acabar com as marcas ou fazer delas um sucesso

Penso que deveríamos evoluir do marketing para o Communiting
Comercializamos tanto que matamos as comunidades
Comercializamos tanto que temos feito mal aos nossos clientes
Temos que conduzir os negócios de uma forma que dê condições e sustente as comunidades
Communiting é a comunicação entre pessoas e companhias que dão condições e sustentam uma comunidade
O comércio está nas intersecções dos relacionamentos entre as pessoas e as empresas
Communiting será o novo padrão:
Se o seu anúncio, plano de marketing ou comunicação não acrescenta, remodela, dá condições ou fortalece a comunidade, então não o leve adiante
Além de um grande músico, produtor e artista inovador, Will.i.am ainda cria um novo conceito para a comunicação, a publicidade e a propaganda, diferente de como as conhecemos hoje: o Communiting, a comunicação entre as pessoas e as companhias sustentando as comunidades. Uma nova comunicação, que envolve a participação e o entendimento, tanto das empresas como do público e das comunidades.
E por que esse manifesto pelo Communiting está no Macacos me Bloguem? Por que também acreditamos nesse texto. A comunicação tem muito mais a ver com o diálogo do que com a símples absorção de mensagens. Sempre defendemos essa ótica nas apresentações. Uma apresentação não acaba quando o palestrante desce do palco. Ela continua nos comentários do público, em seus Twitters, nas comunidades como o Facebook, e esse diálogo do palestrante e o público continua. A apresentação é apenas o start de uma conversa que une as pessoas e a discussão é importante para que a sua idéia continue e para que novas idéias apareçam.
A idéia de Communiting do texto é um conceito que acreditamos aqui na MonkeyBusiness. Por isso nos envolvemos com os TEDx e diversos outros eventos. Por isso estamos em todos eles, assistindo apresentações, conversando compalestrantes e com o público, por isso nos envolvemos com coaching dos palestrantes, com as suas histórias, e trabalhamos para retrata-las da melhor maneira possível em nossas apresentações. E posso afirmar com certeza que aprendemos muito com cada evento novo que participamos. E esse aprendizado renova a maneira de criarapresentações que temos.
É importante que pensemos em Communiting ao apresentar. É importante que saibamos que as nossas apresentaçõesdevem gerar o diálogo, a troca de idéias, e que as nossas idéias transmitidas nas apresentações não são carimbos, elas serão discutidas e avaliadas no momento da sua apresentação e nas diversas comunidades online. A sua apresentação continuará sendo vista na internet, no seu slideshare ou similares. O diálogo e as idéias continuarão.
A sua apresentação é um meio de te aproximar ao seu público, de dialogar com ele.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Buraco na camada de ozônio chega a nível máximo nesta temporada


O buraco na camada de ozônio no hemisfério sul chegou a seu nível máximo anual em 12 setembro, ao alcançar 16 milhões de quilômetros quadrados, o 9º maior dos últimos 20 anos. As informações são da Nasa (agência espacial americana) e da Noaa (Administração Atmosférica e Oceânica dos EUA).
A camada de ozônio protege a vida terrestre ao bloquear os raios solares ultravioleta e sua redução adquire especial importância nesta época do ano, quando o hemisfério sul começa a ficar mais quente.
A Nasa e a Noaa utilizam instrumentos terrestres e de medição atmosférica aérea a bordo de globos e satélites para monitorar o buraco de ozônio no polo Sul, os níveis globais da camada de ozônio na estratosfera e as substâncias químicas artificiais que contribuem para a diminuição do ozônio.
"As temperaturas mais frias na estratosfera causaram neste ano um buraco de ozônio maior que a média", disse Paul Newman, cientista-chefe do Centro Goddard de Voos Espaciais da Nasa.
"Embora fosse relativamente grande, a área do buraco de ozônio neste ano estava dentro da categoria que esperávamos, dado que os níveis químicos de origem humana persistem na atmosfera", lamentou.
O diretor da divisão de Observação Mundial da Noaa, James Butler, afirmou que o consumo dessas substâncias que destroem o ozônio diminui pouco a pouco devido à ação internacional, mas ainda há grandes quantidades desses produtos químicos causando danos.
No entanto, a maioria dos produtos químicos permanece na atmosfera durante décadas.
A Noaa esteve monitorando o esgotamento do ozônio no mundo todo, incluindo o polo Sul, de várias perspectivas, utilizando globos atmosféricos durante 24 anos para recolher os perfis detalhados dos níveis de ozônio, assim como com instrumentos terrestres e do espaço.

 Fonte:   http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/994554-buraco-na-camada-de-ozonio-chega-a-nivel-maximo-nesta-temporada.shtml


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Prêmio Empreendedor Social tem 11 finalistas

Prêmio Empreendedor Social tem 11 finalistas
Dos 272 inscritos de 24 Estados e do Distrito Federal na sétima edição do Prêmio Empreendedor Social e na terceira do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, 11 estão na final do concurso, que visa identificar líderes sociais em todo o país.
Os vencedores das duas categorias serão revelados no próximo dia 9 de novembro, em cerimônia restrita a convidados no Masp (Museu de Arte de São Paulo).
O evento, que terá como mestres de cerimônia Cláudia Cotes e Fábio Bibancos, da Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, será aberto às 20h com uma apresentação da Camerata Bachiana e do coral do projeto social "A Música Venceu", regidos pelo maestro João Carlos Martins.
Os finalistas dos prêmios deste ano são: Claudia Vidigal, Dagmar Garroux, Gisela Solymos, Iraê Cardoso, José Dias e Luciana Quintão, para o Empreendedor Social, e Eduardo Pacheco, Henrique Saraiva, Luana Nobre, Phelipe Nobre e Valmir Lins, para o Empreendedor Social de Futuro.
RECORDE
Promovido em 14 países e em seis regiões pela Fundação Schwab, organização suíça criada por Klaus Schwab, mentor do Fórum Econômico Mundial, e sua mulher, Hilde, o concurso brasileiro teve cinco fases, sendo que 22 empreendedores sociais foram selecionados para a semifinal e 11 chegaram à final.
Antes de serem submetidos ao júri, os empreendedores sociais passaram por uma verdadeira sabatina.
A comissão organizadora, o Iats (Instituto de Administração para o Terceiro Setor Luiz Carlos Merege) e a sitawi (empresa que oferece capital e aconselhamento para impacto social) fizeram primeiro uma avaliação dos documentos que comprovam inovação, sustentabilidade, impacto social direto, influência em políticas públicas e no perfil do empreendedor social, principais requisitos, e também alcance/abrangência e efeito multiplicador.
Depois, uma equipe de jornalistas foi enviada para visitar cada um dos projetos finalistas, entrevistando, por de três a cinco dias, o empreendedor e sua equipe, além de apoiadores, família, beneficiários diretos e parceiros.
O Brasil, pelo sétimo ano consecutivo, é recordista mundial de inscrições no Prêmio Empreendedor Social, parceria da Folha com a Fundação Schwab. Está à frente inclusive de Índia e Estados Unidos.
O JÚRI
Carlos Klink, professor-doutor em ecologia pela Universidade Harvard, professor no Departamento de Ecologia da Universidade de Brasília e oficial sênior do Programa Negócios Sustentáveis do Banco Mundial
Claudio Padua, biólogo, e Suzana Padua, designer e educadora ambiental, vencedores do Prêmio Empreendedor Social 2009 e fundadores do Ipê (Instituto de Pesquisas Ecológicas)
Jacques Marcovitch, professor da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo) e conselheiro do Fórum Econômico Mundial para a América Latina
Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho, sociólogo, diretor-presidente do Sebrae Nacional (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas)
Maria Cristina Frias, jornalista, colunista da Folha
Mirjam Schoening, administradora, diretora-executiva da Fundação Schwab
Patrícia Villela, advogada, conselheira de ONGs e associações internacionais
Sérgio Portugal, economista, diretor alterno para Brasil e Suriname no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)
Vik Muniz, artista plástico com trabalhos em conceituados museus internacionais
FINALISTAS
PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL
Claudia Vidigal, 37, psicóloga
--
Instituto Fazendo História (SP) -- Criou tecnologia social que registra a história de crianças e adolescentes em instituições de acolhimento
Dagmar Garroux, 57, pedagoga
--
Casa do Zezinho (SP) -- Desenvolveu método educacional em área de risco que tem como foco o desenvolvimento humano integral
Gisela Solymos, 46, psicóloga
--
Centro de Recuperação e Educação Nutricional (SP) -- Recupera crianças e adolescentes desnutridos ou obesos promovendo a educação nutricional de toda a família
Iraê Cardoso, 56, analista de sistema
--
Associação dos Amigos e Pais de Pessoas Especiais (AL) -- Formou uma equipe multidisciplinar que virou referência no atendimento a deficientes com recursos do SUS
José Dias, 48, economista
--
Centro de Educação Popular e Formação Social (PB) -- Conseguiu com o associativismo comunitário o desenvolvimento rural sustentável do semiárido paraibano
Luciana Quintão, 49, economista
--
Banco de Alimentos (SP) -- Implantou uma gestão eficiente para buscar alimentos onde sobra e entregar onde falta, combatendo o desperdício
PRÊMIO FOLHA EMPREENDEDOR SOCIAL DE FUTURO
Eduardo Pacheco
Eduardo Pacheco, 41, administrador de empresas
--
Associação Hurra! (SP) -- Pioneiro no uso do rúgbi como ferramenta de capacitação e inclusão social em equipamentos públicos da periferia de São Paulo
Henrique Saraiva, Luana Nobre e Phelipe Nobre, do Adaptsurf
Henrique Saraiva, 32, profissional de marketing, Luana Nobre, 27, educadora física, e Phelipe Nobre, 33, fisioterapeuta
--
Adaptsurf (RJ) -- Disponibilizam a acessibilidade nas praias a pessoas com deficiência, promovendo a inclusão por meio do surfe adaptado
Valmir Vale, 42, artista plástico
--
Instituto Musiva (RJ) -- Promove com oficinas de mosaico o desenvolvimento econômico e social em favelas pacificadas ou não no Rio de Janeiro

http://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/994130-premio-empreendedor-social-tem-11-finalistas.shtml

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Campanha quer mostrar a importância da água para a vida


A ONG Charity Water montou uma campanha para incentivar as pessoas a economizarem água. Para isso, eles mostram em uma série de cartazes a importância da água e como ela é capaz de mudar muita coisa no cotidiano das pessoas.
Para dar ainda mais dados sobre isso, a ONG listou dados mundiais sobre a importância desse recurso:
Higiene: fazer a limpeza com água limpa pode diminuir o risco de proliferação de doenças em até 50%. E entre as 42 mil mortes decorrentes do uso de água poluída, 90% são crianças com menos de cinco anos de idade.
Saúde: a falta de saneamento básico representa 80% das mortes, muito mais que atos de violência e guerra.
Educação: na África, é comum que a busca pela água seja um empecilho para as crianças irem para a escola. Além disso, as situações de higiene em várias escolas prejudica a saúde das crianças.
Alimentação: quando pequenas comunidades recebem um programa de entrega de água potável, eles conseguem cultivar pequenas hortas e gerar a alimentação na próprio local, ficando menos suscetíveis a crises, conflitos e governos corruptos.

Fonte : http://atitudesustentavel.uol.com.br/blog/2011/10/20/campanha-quer-mostrar-a-importancia-da-agua-para-a-vida/
fonte 

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Limpeza da casa mais sustentável com produtos naturais

Produtos trocam petróleo por produtos naturais para a limpeza das louças e das roupas
 
Fonte : Gisele Eberspacher às 13h46 de 19/10/2011-http://atitudesustentavel.uol.com.br/blog/2011/10/19/limpeza-da-casa-mais-sustentavel-com-produtos-naturais/
 
Querendo fazer uma limpeza mais sustentável em casa e não sabe como? Já estão disponíveis no mercado os produtos da marca Amazon H2O, que conta com lava-roupas, sabão em barra, amaciante e lava-louças. A formulação é 100% biodegradável, usando o babaçu. Já o odor dos produtos também é feito com matéria-prima da Amazônia: o guaraná e o açaí.

As embalagens da linha também são produzidas pensando em uma maior sustentabilidade e várias chegam a ter até 85% a menos de plástico que embalagens convencionais. Além disso, são feitos com materiais oxi-biodegradáveis. As embalagens do refil, em sache, não possuem nem rótulo nem tampa, diminuindo etapas de produção. Assim, o consumidor compra apenas uma vez a garrafa PET para armazenamento do produto e nas próximas compras usa apenas o refil.

Um exemplo de como a composição dos produtos é diferente é a falta de espuma no lava-roupas. Isso, porém, faz com que a roupa precise de um número menor de enxágues, gastando menos água na lavagem.

O óleo de babaçu, usado na composição dos produtos substituindo o petróleo, causa inclusive menos agressões à pele das pessoas que entram em contato com o material. E, ao contrário de substâncias com petróleo que não são absorvidas pelo meio ambiente e podem causar a poluição da água, a fórmula dos produtos naturais é decomposta 21 dias após o uso.

Campanha incentiva descarte correto de lixo eletrônico

Mês do Consumo Sustentável.



Até o próximo dia 26, os moradores de Brasília, Belo Horizonte,
São Paulo e do Rio de Janeiro poderão descartar de forma correta 
o lixo eletrônico, como celulares e computadores obsoletos e estragados.


A coleta do material faz parte da estratégia de consumo sustentável 
desenvolvida pelo Ministério do Meio Ambiente. A expectativa do
 órgão é que sejam coletadas 50 toneladas de lixo eletrônico nestes 15 dias.


"Temos que conscientizar os consumidores que há lugar [adequado] para o 
lixo eletrônico", disse a gerente de Consumo Sustentável do Departamento
 de Produção e Consumo Sustentável do ministério, Fernanda Daltro.


Segundo ela, o lixo coletado durante a campanha será reciclado ou descartado
 por empresas de reciclagem.
A campanha será desenvolvida por meio de parceria do ministério com 
companhias de metrô de Brasília, São Paulo, do Rio de Janeiro e de Belo 
Horizonte, o Carrefour, a Phillips do Brasil, a Oxil --empresa que atua no 
mercado de reciclados desde 1988-- e a Descarte Certo. Neste ano, o governo
 instituiu outubro como o Mês do Consumo Sustentável.


Em Brasília, a população poderá descartar o lixo eletrônico em um coletor 
da estação 
Galeria dos Estados do metrô, no Setor Comercial Sul.


Em São Paulo, o posto de coleta ficará na estação Tucuruvi, na Linha 1 Azul.
No Rio, o material poderá ser deixado na estação Carioca e em Belo Horizonte,
 na estação Eldorado.
O Brasil consome por ano mais de 120 milhões de eletroeletrônicos. 
Pelo menos 500 milhões de produtos se encontram sem uso nas casas dos
brasileiros.


Esses produtos contêm mercúrio, chumbo, fósforo e cádmio --substâncias 
podem contaminar o ar, a água e o solo.
Por isso, o ministério que conscientizar a população sobre a necessidade de
 descartar de forma correta o lixo eletrônico.


Fonte: 
http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/989453-campanha-incentiva-
descarte-correto-de-lixo-eletronico.shtml

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

5 R's


‎* Reduzir

* Reutilizar


* Reciclar e Preciclar


* Reeducar


* Replanejar

Missão Publitone


MISSÃO

Contribuir com soluções Publicitárias no intuito de atender a necessidade de consumidores e comunidade. Ajudar empresas, serviços  e instituições a construir seu projeto comercial e de responsabilidade social ambiental  Fazer publicidade limpa, através de  veículos alternativos que não poluam a cidade, tanto orgânicamente como visualmente. Gerar acesso e lucro aos anunciantes, com ética, respeito ao meio ambiente e sociedade. Levar ao consumidor e comunidade, informações corretas que permitam sua realização nas relações de consumo para o desenvolvimento sustentável de instituições e empresas.

Município austríaco diminui 95% das suas emissões de CO2

17/10/2011 - 12h47

Município austríaco diminui 95% das suas emissões de CO2
Güssing, na Áustria, mudou a sua história nos últimos anos. Antes desconhecida e com problemas de desemprego e imigrantes e fuga de jovens para outras localidades europeias, esse município com 4.000 habitantes passou a ser referência em energia verde na Europa.
A cidade se tornou a única da União Europeia a reduzir, desde 1995, mais de 95% de suas emissões de CO2 (dióxido de carbono).
Os benefícios não são apenas ambientais. Güssing passou a receber 30 mil turistas por ano e também criou novos campos de emprego de alta qualificação, além de atrair investidores. Detalhe: ela está na região de Burgenland, uma das mais pobres da Áustria.
Efe
Madeira utilizada como fonte principal para geração de eletricidade e biocombustível em Güssing, na Áustria
Madeira utilizada como fonte principal para geração de eletricidade e biocombustível em Güssing, na Áustria


-fonte http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/991867-municipio-austriaco-diminui-95-das-suas-emissoes-de-co2.shtml

domingo, 16 de outubro de 2011

Pães-Nova Onda


Pães gourmets viram a nova onda


De tempos em tempos, a gastronomia eleva algum produto à bola da vez. 


Agora é a onda dos pães gourmets, fabricados de modo artesanal em endereços que não têm cara de padaria convencional.
São feitos com fermento natural (o "levain"), produtos orgânicos e criativas combinações de sabores.


Integrantes dessa categoria são padarias como a P.A.O., que foi aberta em 2007 nos Jardins, ganhou filial em 2010 no shopping Iguatemi e planeja expandir-se para a Vila Madalena.


Outras novas casas que merecem atenção são a Julice Boulangère, inaugurada em março deste ano em Pinheiros, e a 7 Molinos, aberta um mês depois nos Jardins.


Fonte:  http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/939207-padeiro-abre-negocio-com-alex-atala-no-segundo-semestre.shtml

+ CANAIS

Venha fazer a diferença! Arayara- Curitiba

Amigos de Curitiba segue..


Missão

" Promover articulação e aprendizado para a Sustentabilidade" 

Objetivos

Ser referência em Educação para Sustentabilidade até 2012.

Histórico

A Associação Arayara de Educação e Cultura é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 2001.
Existem 20 oportunidade(s) de voluntariado nesta organização

http://voluntariosonline.org.br/publica/pesquisa/oportunidadesPorOng?ong=Instituto-Arayara

sábado, 15 de outubro de 2011

Empresas e Responsabilidade Ambiental

Em nossa mídia, os anunciantes VENDEM a sua marca e contribuem com o meio ambiente, retirando até 100.000 folhetos e sacolas plásticas de circulação que poderiam entupir bueiros e sujar a cidade. Compre apenas de quem têm responsabilidade ambiental! A publicidade limpa é um projeto para sua empresa!


Empresas que praticam Publicidade Limpa: Balãozinho Dourado Moda Infantil;Padaria Orquídea Pérola Vl. Mascote Fernandes Oliveira Imóveis; Ricardo Patreze Seguros; ArtLivre Escola de Musica; Hands Materiais de Construção; Óticas Mariana; Lupa Felupa; B1 Cosméticos; Oásis Pet; Padaria Gemel; Óticas Congonhas; Yázigi Idiomas Aeroporto.


Anuncie 11 4112-1741

Porque anunciar em Sacos de Pão?

Nossos clientes anunciam em sacos de pão pois acreditam no alto retorno desta mídia! Se a sua Publicidade atual não funciona, temos uma solução para a sua empresa: Escolher na sua própria região o público que pretende atingir. Sabemos que a escolha do veículo publicitário é uma opção do cliente, e o alto investimento em mídia têm que compensar pela alta expectativa depositada por você cliente! A Mídia sacos de pão é sem dispersão, entra na casa do seu público todos os dias e é como uma CAPA DE REVISTA! Não precisa folhear....e VENDE! Entre em contato e anuncie 11 4112-1741.

Conheça Centro Social Brooklin Paulista


A Associação Centro Social Brooklin Paulista é uma ONG, sem fins lucrativos, que atua desde 1957 em São Paulo junto às comunidades da zona sul. Inicialmente começou com um grupo de voluntários que entregavam alimentos. Com o passar do tempo e o engajamento de seus diretores, foram ampliados os objetivos. 
O trabalho realizado cresceu tanto que em 2008 a entidade vem atendendo 750 crianças e adolescentes, tanto na formação quanto na profissionalização dos jovens com aulas de Informática, Música, Oficina de Corte e Costura, Extensão Cultural, Culinária Industrial, Teatro e Inglês. De acordo com a missão da Associação , profissionalizar não basta. Queremos cidadãos pensantes, atuantes, no meio em que vivem, para que tentem mudar também o lugar aonde moram.


http://www.csbp.org.br/csbp.htm
A Associação Centro Social Brooklin Paulista está localizado na
Rua Viaza, 50- Jardim Aeroporto,
São Paulo, SP
CEP 04633-050
Telefone/Fax: 55 11 5531-4042 e 5535-6836
Email: centro_social@uol.com.br

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O que é sustentabilidade?



Sustentabilidade é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana. 

Propõe-se a ser um meio de configurar a civilização e atividade humanas, de tal forma que a sociedade, os seus membros e as suas economias possam preencher as suas necessidades e expressar o seu maior potencial no presente, e ao mesmo tempo preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais, planejando e agindo de forma a atingir pró-eficiência na manutenção indefinida desses ideais. 

A sustentabilidade abrange vários níveis de organização, desde a vizinhança local até o planeta inteiro

Cidade Limpa! Fim das sacolas plásticas.

Você sabia que é possível desenvolver um projeto simples de veiculaçao publicitária limpa que ajudará a sua empresa ser reconhecida como ecológicamente responsável? A Publitone têm um projeto para a sua Empresa. Faça como nossos parceiros- Entre em contato! publicidade@publitone.com.br.
Clientes boa tarde!
Estamos com mais um parceiro! A Padaria e Panificadora Santa Catarina! Participem!